29 de jan de 2012

Demoníaco por Pandora Fairel

Demoníaco - Asa Negra #1

Diablo Ader é filha de uma relação entre Lilith e Lúcifer, que resolve sair do Inferno para trabalhar na Terra como caçadora de demônios. Conhecida por sempre obter sucesso, os Anjos colocam nas suas mãos uma tarefa que, ao seu ver, era a mesma das outras: matar um demônio. Este, porém, seguia uma linha de terrorismo completamente diferente dos outros: ele estuprava e espancava adolescentes até a morte, porém, não deixava rastro algum. Durante dias ela procura por ele e não obtém sucesso, até certo dia, em que ele deixa um forte rastro. Mas ela nunca imaginou que simplesmente correr atrás dele e matá-lo seria uma tarefa tão complicada... Ainda mais quando um resquício de paixão se coloca entre eles. 

Autora: Pandora Fairel
Editora: Dracaena
ISBN: 9788564469532
Páginas: 240
Nota: 
Comprar

Se tem uma coisa que eu aprendi, é não ter expectativas altas com livros sobre anjos, demônios e seus derivados. Não sei se é um mecanismo de defesa ou algo que aprendi a fazer para gostar mais ainda dos meus livros preferidos (que são, em sua grande maioria, focado nesse mundo). A divisão entre o céu e o inferno é um plano amplo e diversificado, cada autor tem o seu modo de ver a história e a mitologia, criar os seus personagens e fazê-los se domar por esse espaço. É diferente, mesmo que não seja mais um tema inovador. Demoníaco, da autora catarinense Pandora Fairel, está nesse mundo - e vem com uma nova visão. 

Diablo é filha de Lúcifer e Lilith, os grandes demônios do inferno. Depois de se rebelar contra os pais, ela parte do submundo para a Terra, em busca de outros demônios que estão "atrapalhando" a boa convivência por aqui. Logo ela se depara com mais uma missão: tem alguém espalhando pavor entre as adolescentes em Manchester - abusando e matando-as. Diablo precisa enviar a alma dele de volta ao inferno - mesmo que ele seja altamente sedutor.

Eu senti um erro na sinopse oficial, que diz que tem paixão entre Diablo e Alec, a cara-mau. Logo você imagina aquela coisa avassaladora, uma intensidade louca, uma explosão de hormônios... Sim, tem aquela troca de olhares seguido por um meio sorriso e borboletas no estomago. Mas, na verdade, ela gosta mesmo é de Harlan, um humano que ela entra nos sonhos para sugar sua energia. E isso levanta um ponto importante: Diablo tem sentimentos?

Como filha de quem é, Diablo é automaticamente um demônio - mesmo que tenha se rebelado contra seus iguais, e conte com a ajuda de alguns anjos para cumprir suas missões. Além disso, ela ama seus meio-irmãos, e tem alguns sentimentos por Harlan. Até onde eu sei, a turminha do Satã não é capaz de sentir coisas boas, porém Diablo sente. Todavia, ela é uma boa protagonista, forte, corajosa e com princípios bem estabelecidos.

A narrativa de Pandora é a melhor terceira pessoa nacional que já li. Normalmente autor brasileiro que opta por escrever com narrador observador adora usar palavras complicadas e verbos rebuscados com conjugações que ninguém mais usa normalmente. Não, amigos, não falamos como tu falastes (argh, odeio conjugação verbal). A narrativa é bem fácil, já os diálogos são cheios de tiradas irônicas e comentários mais pesados - afinal, não é nenhum livro num campo florido com arco iris e unicórnios.

Eu não considero Demoníaco um livro de série, ele não tem cara de introdutório. Eu fiquei incrédula com o final, foi contra tudo que eu conheço por romance sobrenatural. Mas não é uma critica, pois essa originalidade da autora deixou as coisas mais reais e dignas. Ficaram duas pontas que se interligam para um próximo livro, mas nada muito urgente. Eu fiquei satisfeita com esse final, não tenho certeza que quero encarar mais outro livro pra acabar frustrada.

Eu gostei do livro, mesmo achando algumas coisas ilógicas e estranhas. Demoníaco tem uma capa linda, personagens fortes e bem formados, mas não mexeu comigo - como normalmente livros com demônios mexem (a.k.a. não me apaixonei por Alec/Harlan). Apesar dos apesares, se você gosta de livros com esse tema, encare Demoníaco e sua nova visão.
Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

7 comentários:

  1. gostei da capa e muito bonita quanto a historia e muito diferente , o fato de ela ser filha daqueles demônios e um contexto bem legal e fiquei curiosa com relação ao livro é nacional \o/ e mais ainda pq n tem aquelas tipos de conjugações verbais de 1800 rsrsrsrs odeio conjugações ² e gostei da resenha.
    =D

    ResponderExcluir
  2. Nathália de A. S.29 de janeiro de 2012 21:31

    Vou falar... Não curto nada esse tipo de livro.
    Então na verdade nem sei o que dizer, afinal não leio sobre eles né? Rsrs.
    Sei lá... Não curto mesmo... Rs.(Ao contrários de anjos, que eu curto MESMO! Alô, Patch?! XD)
    E além disso uma característica que está muito presente nas minha leituras preferidas ultimamente é a continuidade... Geralmente o que está no meu gosto são séries. (Jogos Vorazes! Ai ai... XD)

    Mas li sua resenha e como sempre você escreve muito bem.
    Acho que entendi perfeitamente a proposta do livro.


    Beijoo Jô!

    @nathalia_asc

    ResponderExcluir
  3. Oieee Boa noite Jô!!

    Sério que vc curte esse tipo de literatura jô?? Eu não me arrisco em livros de Anjos e demônios e afins ... não me conquista sabe?? Nem vendo todo mundo amando Patch e me mandando ler eu consegui ler a serie ainda tanto quanto foi ótima sua resenha mas eu SEI que essa serie NÃO entra pra minha lista 2012 certezaaaa!!

    Esse universo de livro não me conquista, já foram muitas tentativas frustradas a ultima opção foi Succubus que é desse genero e eu não passei do primeiro capitulo do livro... e não é por falta de amigos que gostem é que simplesmente tenho um bloqueio e não curto isso...

    Beeeeijos e vou lá pro próximo post ...

    ResponderExcluir
  4. A história do livro parece ser legal e eu até daria alguma chance se realmente despertasse meu interesse histórias sobre demônios, como não é o caso não leria no momento. Talvez quando eu desejar algo diferente, eu leia. (:
    Gostei da tua resenha, como sempre gosto. Principalmente pela forma com que tu colocas os pontos positivos, negativos e tuas impressões. Parabéns!

    Beijos,
    @umalimonda - http://samyaquino.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi!!
    Boa noite =)
    Então, meu último post de janeiro é sobre demoníaco.

    Como assim ela é um demônio que renega suas origens??
    Eu achei muito interessante isso da Diablo vir capturar demônios.
    Adorei essa ideia de talvez existir coisas boas dentro dela.
    Fiquei empolgada com essa série.

    Beijos Joana

    ResponderExcluir
  6. Oi Gi nossa adorei a resenha...quando li a sinopse achei muito promissora..mas agora depois de sua resenha vou pesar tudo isso...

    Beijos
    @leiturahot
    Amanda

    ResponderExcluir
  7. Oi amore!!
    Então, só agora que consegui ver a resenha AUEHUAUHA Enfim!!
    Fico muuuuuito feliz que tenha gostado, de verdade! E algo me fez imaginar que não seria muito o seu tipo de leitura, não sei xD Enfim, gostei bastante em saber que você gostou da história. E quanto a frustração, eu entendo. É basicamente essa reação que quero passar para as pessoas com o final do livro. UAEHUEAUAHEHU OK, tudo bem, pode me bater, me exorcizar no portão de casa, sou bem mázinha mesmo XDDDDDDD
    Enfim!!!!
    Muuuuuuuuuito obrigada pela resenha, de verdade viu?
    Beijão!
    P.

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!