18 de jul de 2011

Rostinho Bonito

Rostinho Bonito por Mary Hogan


A vida de Hayley tinha tudo para ser perfeita. Ela mora na Califórnia, a poucos metros da praia, o clima é sempre perfeito, as pessoas são legais e ela tem uma melhor amiga dos sonhos! Além de tudo, Hayley é engraçada, inteligente, amiga e tão bonita...de rosto. Tudo isso seria ótimo se não fosse por um pequeno detalhe: Hayley e a Califórnia não poderiam ser mais incompatíveis. Ela não tem nada de magrela e, sem o corpinho sarado (ainda que artificialmente) típico da região, nem pensa em chegar perto da praia. Suas qualidades, ao invés de ajudar na sedução do lindo Drew Wyler, só atrapalham. Antes que Hayley surte com a pressão de ter uma mãe irritantemente obcecada por perder peso, um amor que nunca vai passar de uma amizade - e que, além de tudo, está a fim de sua melhor amiga - e sua dificuldade em se encaixar no padrão californiano, seus pais resolvem ter a melhor ideia do mundo: mandá-la para a Itália para passar o verão! Hayley não poderia imaginar que seria lá, em um lugar onde ela precisa andar quilômetros no sol (e em ladeira!) para ter acesso a tecnologia, longe de sua melhor amiga e tudo que lhe é familiar e tendo que conviver com dois irmãos pequenos em sua nova casa, que sua vida mudaria para sempre. Aprendendo a ter uma visão completamente diferente de si mesma e do mundo, Hayley pode finalmente ser Hayley, . Lá ela não é gorda, tem curvas. A comida (quem diria!) não é sua arquiinimiga. Ter um rostinho bonito é finalmente um elogio. Mas, principalmente, lá ela não precisa ser mais uma menina de revista para achar o seu verdadeiro Drew Wyler. 


Editora: Galera Record
ISBN: 9788501086082
Páginas: 233
Comprar

Vou ser bem polêmica agora e sei que muita gente vai discordar de mim, mas Meg Cabot é uma escritora super valorizada. Sério. Não vou ser hipócrita e dizer que a autora não é diva, escreve super bem... Eu amo os livros da Meg! Mas isso não deixa de ser uma master generalização, existe livros dela que eu não gosto. E também existe escritoras tão doces e divertidas quanto a Meg, pouco conhecidas, nem tanto divulgadas. Caso de Mary Hogan, uma Meg Cabot desconhecida.

Hayley poderia ter uma vida perfeita! Ela tem uma melhor amiga que é uma irmã (Jackie), um paquera que é um fofo (Drew), mora numa cidade desejo, é engraçada e tem um rosto tão bonito. Ser engraçada é aceitável, tem um rosto bonito não. Ter um rosto bonito é como ter uma ótima personalidade. É ofensivo! Significa que você não é bonita, mas os outros não jogam isso na cara. Só que a vida de Hayley não é perfeita.

Ela tem problemas com o peso, uma gula insana e todos seus problemas são silenciados com pizza e chocolate. Hayley odeia praia (e ela mora na Califórnia!!!). Para piorar ainda mais, a mãe de Hayley é obcecada com peso, "nada pior que uma ex-gorda que encontrou Deus nas frutas, verduras e legumes frescos". Já falei que Drew gosta de Jackie?

Fugindo do coração partido, da perseguição da mãe, da praia ensolarada cheia de biquínis que evidenciam a perfeição a la cirurgia plastica, Hayley vai passar o verão na Itália, com a amiga de faculdade da mãe e a família dela.

O grande barato das histórias da Mary é que as personagens são normais. Garotas comuns, como eu e você. São garotas com problemas comuns, obsessões comuns, amigos comuns, vivem num mundo comum, com um medo natural de seres sobrenaturais que não existem. Nada de anjos, vampiros, lobisomens, caçadores de sombras e dragões. Só humanos. Isso não é bom?

A narrativa da Mary é gostosa de ler e super divertida. São frases curtas e com um humor subentendido. O livro já começa com a dose certa de ironia ("Minha mãe comprou uma balança digital para mim."). Aos poucos você vai passar as páginas com um sorriso estampado no rosto. Você vai gargalhar.

A obsessão com a Hayley tem com o peso não é nada doentio, mas a gula que ela tem é. Você acaba se identificando. Qual garota é completamente satisfeita com o corpo?! O jeito que ela encara a ida para a Itália, o país da pizza, os adiamentos com o início de dieta, os planos fracassados de começar uma nova Hayley. Você acaba se vendo na Hayley. Sem generalizações, claro.

A viagem para a Itália não foi tão explorada, nem o relacionamento com o namorado italiano. Achei que começou tarde para um livro pequeno. Comparei com Anna e o Beijo Francês - a viagem, a Europa, o tour, o garoto.

Os livros da Mary não deixam um vazio, uma depressão, ou qualquer outro. Você fica com aquela sensação de quero mais, mas nada que te deixe mal por um dia ou mais. Rostinho Bonito é doce, engraçado, divertido, menos ingenuo que o normal da Mary. São poucos os livros da escritora no Brasil, mas são mt legais! Tão bons quanto os da Meg - e antes de brigar e me chamar de louca, leia!

"Vermelho", eu escrevo, "é a cor da vida. É sangue, paixão, fúria. É o fluxo menstrual e o que segue o parto. Começos e fins violentos. Vermelho é a cor do amor. Corações pulsantes e lábios famintos. Rosas, cartões de amor, cerejas. Vermelho é a cor da vergonha. Faces carmim e sangue derramado. Corações partidos, veias abertas. Um desejo ardente de voltar ao branco."
Página 76 


Ciao,
Per te che mi amano, Girlie Poderosa

2 comentários:

  1. Ola!!!
    Eu nunca li nenhum livro desta autora, mas acredito ser bem interessante, pois pela sua resenha ela parece escrever parecido com a Meg que é DIVA. A história me interessou bastante,chega destas garotas magras esqueleticas como protagonista, pq não um fofinha!!!rsrsrsr
    A história tem um tema bem legal que flui durante a leitura, portanto já quero ler, foi para interminável listinha!!!!
    Bjos!!
    http://palavrasproliferas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Estou lendo e por enquanto estou gostando. Concordo com vc, não é nada que dê depressã pós leitura, + é uma leitura agradável :)

    Bjssss

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!