23 de jul de 2011

Glee - O Inicio

Glee - O Início por Sophie Lowell

Uma oportunidade única para conhecer os bastidores do colégio McKinley - antes mesmo de o New Directions existir aos olhos do Sr. Schuester - e descobrir tudo sobre os principais personagens da série Glee. Quando Rachel viu Finn com outros olhos pela primeira vez? Como Quinn e Puck começaram seu romance secreto? Quando Mercedes começou a confundir os conceitos de “amigo gay” e “namorado”? E como será que o então amador clube do coral sobrevivia sem um líder destemido? Dica: não era exatamente um sucesso. "Glee - O início" é baseado na série de TV da Fox criada por Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan. Prequel oficial da série Glee, atualmente exibida pela FOX e a partir de julho também na Rede Globo. A série é sucesso desde sua primeira temporada e teve 19 indicações ao prêmio Emmy e 11 Golden Globes.

Editora: Galera Record
ISBN:  9788501094414
Páginas: 222

Quando soube do lançamento de Glee - O Início não fiquei muito entusiasmada. Todo mundo já sabe que sou apaixonada pelo seriado, mas em um enredo onde o principal é a música como adaptar para um livro? Como expressar a perfeição da voz do Puck? Os passos de dança do Mark? As maravilhosas adaptações das músicas? As canções originais? Não seria um livro sonoro, seria?

O clube Glee vai de mal à pior. O instrutor, Sandy Ryerson, não dá atenção ao coral, seus quatro integrantes (Mercedes, Tina, Kurt e Artie) embora talentosos não se conectam. Eles ainda tem uma apresentação que promete ser um fracasso. A música parece alheia, como se faltasse algo. Então, Rachel Berry, a irritante garota com mania de estrelato que canta todos os dias no aviso matinal, entra no clube para ajudá-los. Só que ninguém aguenta Rachel Berry.

Enquanto isso Quinn Fabray, a animadora de torcida popular e loira, se vê confusa entre dois garotos: Finn, o simpático astro do time de futebol americano da escola, ou Puck, o rebelde melhor amigo de Finn que causa uma sensação estranha e gostosa em Quinn. Ficar com Finn seria o mais correto para conseguir o título de Rainha do Baile de Boas Vindas e manter sua reputação de sócia-fundadora do Clube do Celibato, mas o que fazer se Puck a atrai tanto?

Depois que passou minhas dúvidas sobre o modo como a música seria apresentada no livro, comecei a achar que seriam contos. As primeiras faíscas entre Rachel e Finn; A primeira traição de Puck e Quinn; O início do pseudo-relacionamento entre Mercedes e Kurt... Mas não. O livro é uma história completa: com início, meio e fim, antes de começar o Novas Direções que conhecemos da obra televisiva de Ryan Murphy. Um leve gancho para um próximo livro ou simplesmente acompanhar o resto da trama pelo próprio seriado.

Somente Rachel conseguiu captar a essência da personagem de Lea Michelle para trazê-la dentro das páginas. Ela sempre fora minha favorita na série: irritante, chata, com aspirações à fama, sonhos muito altos. Sempre me identifiquei com ela. E no livro também. Embora não dê para ouvi-la cantando Get it Right, continua sendo muito boa a adaptação. 

Já os outros personagens não foram bem captados. Quinn pareceu maldosa 24hrs, Brittany não teve suas tiradas nada-espertas que são a comédia de Glee, Santana foi simplesmente uma vadia e não uma vadia do mal, Finn pareceu ingenuo demais, Puck pouco sedutor, Mercedes muito convencida, Kurt não foi tão sutil quanto sua sexualidade como foi na série... 

O livro não foi completamente fiel ao seriado, o que me fez estranhar um pouco antes. O clube Glee já começa na primeira página, sem Willian Shuester, sem se chamar Novas Direções.. O único erro é o nome de Puck. Qualquer fã da série sabe que é Noah Puckerman e não Puck Puckerman. Dã, era só pesquisar no google!

Eu gostei mais do que imaginava, já que minha versão do livro estava bem distorcida antes de tê-lo em mãos. Qualquer fã da série tem que lê-lo. Embora comece diferente, o relacionamento entre os protagonistas é mais fofo que na série e dos vilões (se é que dá para chamar Puck e Quinn de vilões) é algo que não conheciamos. Mas se você nunca viu a série, a leitura pode ser ainda mais proveitosa já que não terá expectativas e imagens do Mark Salling vagando na mente.

PS: A capa do livro não faz jus a nenhuma encontrada no Google. Até na versão oficial, Glee está escrito em azul, mas na real é um alto relevo brilhoso que vária de acordo com a posição - lindo demais!! E é o Cory Monteith na lateral #todasgrita

Bjs,
Para vc que me ama, Girlie Poderosa

3 comentários:

  1. Sou apaixonada por glee. Estou esperando a nova temporada.


    http://ellemoderne.blogspot.com/
    @raissa_neon

    ResponderExcluir
  2. Ola!!!
    Eu amo Glee, só que acho que ela como seriado é mais interessante pela música,é claro. Sei que os relacionamentos e desenvolvimento dos personagens são muito interessante para acompanhar na leitura, mas ainda assim eu acho que deveria ficar só como seriado. A Editora Rai tb lançou um livro sobre Glee, neste eu achei melhor pelo fato de ser um guia do seriado, muito melhor do que contar uma história que já existe e adaptá-la de maneira tosca, conforme achei que vc conta na resenha. Mas se eu for ler pegarei o livro da Editora Rai, acho que nesta edição a Galera Record deixou a desejar.
    Bjos!!!

    ResponderExcluir
  3. Não sou muito fã da série, mas sou apaixonada pelas músicas que eles cantam e as coreografias, então acho que por isso o livro não ia me interessar muito, ainda mais pelo que você disse que os personagens nem parecem os mesmos da série.

    Bjs
    www.frozenlivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

E chegamos a parte maravilhosa em que vocês participam do blog comigo! Deixe sua opinião sobre o que leu/viu, só com alguns poréns:
- Comentários ofensivos à autora do blog ou outros comentaristas não serão aprovados.
- Comentários preconceituosos ou/e de caráter sexual não serão aprovados.
- Comentários anônimos não serão aprovados, a ferramenta só está ativada pela liberação de comentários com NOME+URL de pessoas não cadastradas no Google, etc.
- Comentários unicamente de divulgação não serão aprovados.
- As respostas serão feitas na página de comentários, em caso de mais urgência, utilize a ferramenta "Contato" na lateral.
Tirando essas pequenas regrinhas, fiquei a vontade! O espaço é de vocês :D Aliás, obrigada pelo comentário!